Flip

Feira literária acontece entre os dias 1 e 5 de julho. Mário de Andrade é o homenageado

342

Com 39 autores, sendo 16 internacionais, a Flip 2015 acontece de 1 a 5 de julho na Associação Casa Azul, em Paraty. Mário de Andrade é o grande homenageado desta edição.

Realizada pela primeira vez em 2003, feira já contou com a presença de autores mundialmente respeitados como Julian Barnes, Don DeLillo, Eric Hobsbawm e Hanif Kureishi, e inseriu o Brasil no circuito dos festivais internacionais de literatura.

Ao longo de suas edições seguintes, a Flip ficou conhecida como um dos principais festivais literários do mundo, caracterizada não só pela qualidade dos autores convidados, mas também pelo entusiasmo do público e pela hospitalidade da cidade. Nos cinco dias de festa, a Flip realiza cerca de 200 eventos, que incluem debates, shows, exposições, oficinas, exibições de filmes e apresentações de escolas, entre outros, distribuídos em Programação Principal, FlipMais, FlipZona e Flipinha

Programação principal
Composta de uma conferência de abertura e cerca de 20 mesas que reúnem para uma conversa informal convidados dos mais variados horizontes (escritores, cineastas, quadrinistas, historiadores, jornalistas e artistas plásticos, entre outros), a programação principal da Flip é realizada na Tenda dos Autores, que possui um auditório com cerca de 850 lugares.

Todos os eventos contam com tradução simultânea e são transmitidos ao vivo em telões instalados em Paraty e também pela internet.

FlipMais
Programação paralela e complementar à principal, a FlipMais ocorre na Casa da Cultura de Paraty e em outros locais da cidade. Definida pela curadoria da Flip, esta programação promove pré-estreias e exibições de filmes, leituras de peças teatrais, exposições e debates.

A casa que hospeda a Flip
A Flip é realizada pela Associação Casa Azul, uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) criada com o objetivo de contribuir para a resolução dos problemas de infraestrutura urbana de Paraty. Além de promover a literatura, potencializa transformações na cidade nas áreas de preservação do patrimônio, educação e infraestrutura urbana e constitui um veículo poderoso de mudanças profundas no modo pelo qual a população faz uso dos espaços públicos.

Para mais informações e programação completa clique aqui.

Por redação
Fonte Flip
Fotos Nelson Toledo, André Conti e Walter Craveiro/divulgação Flip

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.