Sina Hard Cider é lançada em São Paulo

Nova sidra premium promete conquistar os brasileiros com receita inglesa e maçãs 100% nacionais

116

Gente linda e querida,

Diogo Seadon, Felipe Mendonça e João Linhares lançam no mercado brasileiro a Sina Hard Cider, elaborada com maçãs 100% brasileiras e com receita de John Murray, renomado mestre sidreiro do Reino Unido, radicado na África do Sul. Há tempos muito consumida na Europa, principalmente no Reino Unido, na região francesa da Normandia e no país Basco, a sidra vive uma fase de ampla popularidade e vem também ganhando força no novo mundo. De acordo com o livro “Cider – Hard and Sweet”, do crítico Ben Watson, hoje já são mais de 150 produtores diferentes só nos Estados Unidos.

No Brasil, não é diferente. “Após pesquisarmos sobre o mundo da sidra, encontramos o John. Sem titubear, ele aceitou o desafio de criarmos, juntos, uma sidra concebida especialmente para o mercado brasileiro. Sob a sua tutela, chegamos a um produto leve, aveludado e muito elegante. É uma excelente alternativa para quem deseja uma bebida leve e com muita personalidade”, diz Mendonça.

Com graduação alcoólica próxima à da cerveja, de 5%, Sina é engarrafada em embalagens de 275ml e deve ser consumida extremamente gelada, em torno de 1ºC a 3º C, como as cervejas premium. Elaborada com maçãs brasileiras de alta qualidade, e com os melhores insumos disponíveis no mercado, Sina não contém glúten e tem apenas 84 calorias. Sua receita é mantida a sete chaves pelo mestre sidreiro. “Ao mesmo tempo em que a nossa ideia é proporcionar uma experiência única, queremos também oferecer um produto acessível e descomplicado, especialmente concebido para o paladar do brasileiro”, ressalta Seadon.

Visualmente, a Sina pode ser confundida com as cervejas, dada a similaridade à embalagem das long necks. Porém, o conteúdo é bem diferente. Trata-se de uma sidra de maçã com receita desenvolvida para ser consumida em volume. “Conseguimos criar um produto com muita personalidade e ao mesmo tempo leve, refrescante e que não deixa aquela sensação pesada comum em outras bebidas”, destaca Linhares.

Quando se trata de harmonização, a sidra é muito versátil e segue bem em duas linhas: por semelhança ou por contraste. Dada a sua suavidade, combina perfeitamente com pratos mais leves como peixes e frutos do mar, aves e massas. Por outro lado, a ligeira acidez da maçã contrasta muito bem com pratos mais fortes como carnes de porco, miúdos e a tradicional feijoada brasileira. Além disso, sua refrescância faz da Sina Hard Cider o acompanhamento ideal para os típicos petiscos de boteco.

“As pessoas estão sempre em busca de novas bebidas e os mercados de cervejas, destilados e vinhos já oferecem uma diversidade considerável. Por isso, entendemos que a Sina tem um potencial enorme para crescer e ganhar a preferência desse público”, conclui Linhares. Sina chega ao mercado ao preço médio de R$ 10,00 no varejo e R$ 14,00 em bares e restaurantes.

Perfil dos sócios

Seguindo uma tendência empreendedora, os jovens Diogo Seadon, Felipe Mendonça e João Linhares decidiram criar um negócio próprio, divertido e ao mesmo tempo lucrativo. Diogo, 30, publicitário pela FAAP, fez Le Cordon Bleu e se aprimorou nas passagens pela Osteria Francescana (eleito o melhor restaurante do mundo em 2016) e Sal Gastronomia (do renomado chef Henrique Fogaça). Felipe fez comunicação e administração na ESPM e trabalhou no mercado de investimentos. João também é administrador de empresas pelo Insper, com passagens pelo mercado financeiro e produção executiva na O2 Filmes, do cineasta Fernando Meirelles. A paixão pelo mundo das bebidas, em especial as sidras europeias, estimulou os amigos a apostarem no mercado brasileiro, criando e desenvolvendo a empresa 100% nacional Sina Hard Cider.

 Sina Hard Cider

Teor alcoólico: 5%

Calorias: 84

Glúten free

Preço médio: R$ 10,00 direto ao consumidor / R$ 14,00 em bares restaurantes

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.