As 10 mais inspiradoras

Blog de moda destinado à mulheres do mercado de trabalho mostra o que Joana D'arc, Coco Chanel e a personagem Carrie Bradshaw têm em comum

499

Política, moda, cinema, música. Elas mostraram o poder feminino na sociedade, fizeram a diferença em seus respectivos setores de atuação, inspiraram mulheres no mundo inteiro e servem de exemplo até hoje. Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, as bloggers do Moda No Trabalho, blog de moda criado por e para mulheres reais do mercado de trabalho, fizeram uma seleção com 10 personalidades que fizeram história com sua trajetória e deixaram o maior legado que elas poderiam: a sua própria história.

Madonna
Foi uma das primeiras personalidades do cenário musical a questionar padrões pré-estabelecidos sobre as mulheres na sociedade e tocar em assuntos considerados tabus até hoje. Na década de 1980, por exemplo, falou sobre o aborto em uma de suas canções e usou a figura de Jesus Cristo negro em um vídeo clipe. Madonna continua quebrando estereótipos e prova, com um dos shows mais rentáveis da indústria fonográfica, que a idade não impõe limites a nenhuma mulher.

Joana D’Arc
Foi uma das figuras femininas mais fortes da França medieval e a heroína da Guerra dos Cem Anos. Na década de 1920, foi canonizada. Sua vida foi marcada por episódios trágicos e fortes. Ela foi a primeira mulher a entrar no exército e, para isso, raspou os cabelos e se vestiu como homem no momento em que as mulheres não tinham voz ativa na sociedade.

mulheres_inspiradores_MNT

Carrie Bradshaw
A personagem eternizada pela atriz Sarah Jessica Parker no seriado “Sex And The City” ajudou a desenhar o perfil da mulher independente e cosmopolita do século XX. Os dilemas vividos por Carrie durante os cinco anos em que o seriado esteve no ar nos Estados Unidos (entre 1998 e 2004), ajudou diversas mulheres através de questões que questionavam relacionamentos, sexo, independência financeira e dilemas da vida moderna.

Rainha Vitória
A Era Vitoriana foi a mais longa da história do Reino Unido. Vitória foi uma das rainhas que mais desempenhou papel social em seu reinado: aboliu a escravidão em seu império, reduziu a jornada de trabalho e deu a eles o direito de voto. Após a morte do Rei, passou a trajar apenas roupas pretas, o que fez até hoje a cor ser sinônimo de luto.

Iris Apfel
Ícone de estilo aos 91 anos, a decoradora de Nova York prova, com sua irreverência, que moda é feita para se divertir e defende a liberdade de usar aquilo que se gosta. Estrelando campanhas de marcas famosas e posando frequentemente para editoriais de revistas, Iris quebra qualquer estereótipo feminino e é uma inspiração não só para mulheres de sua idade, mas de todas.

Angelina Jolie
A atriz é a prova de que um rostinho bonito pode ir além. Recentemente, Angelina inaugurou o primeiro centro de estudo e apoio a mulheres que vivem em zombas de risco e está à frente de diversas causas sociais. Ela mostra que cada um pode fazer sua parte por uma sociedade mais igualitária. A triz tem seis filhos, sendo três adotivos e é um exemplo de mãe a seguir.

Gloria Steinem
“A verdade te libertará. Mas primeiro ela vai te enfurecer.” É uma das frases da jornalista que esteve mais engajada no feminismo do século XX. É responsável pela Ms. Magazine, primeira revista feminista, alertando mulheres através de suas matérias contra a cultura do machismo. É autora de diversos livros sobre o assunto, entre eles “Se os homens menstruassem”.

Madre Tereza de Calcutá
Vencedora do Prêmio Nobel da Paz em 1979, Madre Tereza é o exemplo vivo de caridade e generosidade ao próximo que todos deviam ter, mesmo que em doses pequenas. Dedicou sua vida inteira a ser missionária da igreja católica e visitou diversos países, como a Índia, para levar sua mensagem ao maior número possível de pessoas. Morreu com 104 anos e teve seu corpo transportado no mesmo veículo que Mahatma Gandhi.

Xinran Xue
Jornalista e escritora chinesa, Xinran é responsável pela criação de um programa de rádio dedicado a mostrar e denunciar os problemas pelos quais as mulheres de seu país passam. Com quantidades infinitas de cartas que começou a receber de mulheres, lançou o livro “As Boas Mulheres da China”, com histórias que não puderam ir ao ar. Está na lista por encorajar centenas de mulheres chinesas e lutar pela igualdade de gênero através do jornalismo investigativo.

Coco Chanel
Uma das estilistas mais visionárias da história da moda, Chanel livrou mulheres dos espartilhos e tornou-se referência de atitude, estilo e feminismo. Não só visionária, também foi empreendedora e fundadora de uma das marcas que se tornou um império. Ela é a única estilista presente na lista das cem pessoas mais importantes da história do século XX, eleito pela revista Time.

Por redação
Foto divulgação

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.